Publicidade

Confira o que é e como funciona o Auxilio Emergencial em 2021

auxílio emergencial 2021

Entender o que mudou no auxílio emergencial 2021, qual o valor da nova parcela, quem tem direito e como funciona o calendário de pagamento é muito importante para muitas pessoas.

Publicidade

Portanto, no decorrer desse artigo falaremos muitos detalhes importantes sobre o que mudou no auxílio emergencial 2021 e novo calendário de pagamento com o valor das novas parcelas para quem tem direito e muito mais.

Publicidade

O que é o auxílio emergencial

Afinal, o que é o auxílio emergencial e o que mudou no ano de 2021? Em resumo, é um benefício financeiro concedido pelo Governo Federal. E quem tem direito do auxílio emergencial 2021 são:

  • Trabalhadores informais;
  • Microempreendedores individuais (MEI);
  • Autônomos e desempregados.

Além disso, tem por objetivo fornecer proteção emergencial no período de enfrentamento à crise causada pela pandemia do novo coronavírus.

Como funciona o auxílio emergencial

Mas como funciona o auxílio emergencial 2021 para quem tem direito e o que mudou nele em comparação no ano de 2020?

A princípio, um detalhe que mostra o que mudou no auxílio emergencial 2021 é o valor das novas parcelas com um calendário de pagamento mais simples de entender como funciona.

Como funciona o auxílio emergencial e qual o valor da nova parcela
Como funciona o auxílio emergencial (Foto: Reprodução)

Por isso, o auxílio emergencial 2021 veio para ajudar os cidadãos que enfrentam desde o ano de 2020 a crise causada pelo Covid-19.

Então, se você receber ele em 2020, veja no decorrer desse artigo tudo o que mudou no auxílio emergencial 2021, quem tem direito e qual o valor das novas parcelas no calendário de pagamento.

O que mudou no auxilio emergencial 2021?

Por outro lado, o que mudou no auxílio emergencial 2021 foi às regras desde o dia 18 de março.

Assim, entre as principais mudanças, estão o valor das novas parcelas de quem tem direito no auxílio emergencial 2021, o limite de pessoas que recebem por família e o calendário de pagamento atualizado.

Valor das parcelas

Portanto, o valor das novas parcelas do auxílio emergencial 2021 varia entre R$150 e R$375, dependendo da formação familiar.

  • Ou seja, quem mora sozinho terá parcelas de R$ 150;
  • Famílias com mais de uma pessoa e que não chefiadas por mulheres recebem R$ 250;
  • Famílias chefiadas por mulheres receberão R$ 375.

Número de pessoas que irão receber o Auxílio

Em resumo, quem tem direito ao Auxílio Emergencial 2021 limitado a um beneficiário por família com o valor das novas parcelas.

O que mudou é que antes, o limite eram dois beneficiários por família do auxílio emergencial em 2020, mas em 2021 diminui.

Isso significa que o que mudou é: mesmo que duas pessoas que moram na mesma casa tem direito, apenas uma receberá o valor das novas parcelas do auxílio emergencial 2021 com calendário de pagamento atualizado.

Critérios de seleção

Um dos critérios de seleção do auxílio emergencial é justamente que nem todas as pessoas que receberam auxílio em 2020 irão receber em 2021.

Além disso, quem tem direito ao auxílio emergencial será apenas uma pessoa de cada família, conforme mencionado antes.

Apenas famílias que já estavam inscritas em 2020

Por outro lado, apenas quem já estava cadastrado para receber o auxílio emergencial em 2020 pode ser elegível em 2021.

Ou seja, este ano NÃO existe como solicitar o auxílio pela primeira vez como aconteceu no ano passado com muitas pessoas.

Direito ao auxilio emergencial em 2021

Contudo, depois de entender o que mudou no auxílio emergencial 2021 veja quem tem direito ao valor das novas parcelas no calendário de pagamento, como por exemplo:

Quem tem direito

Afinal, quem tem direito ao valor das novas parcelas com calendário de pagamento do auxílio emergencial 2021?

De acordo com as novas regras, o Auxílio será pago às famílias com renda mensal total de até três salários mínimos, desde que a renda por pessoa seja inferior a meio salário mínimo.

Entretanto, no auxílio emergencial 2021 o que mudou é que não foram abertas novas inscrições para quem tem direito ao valor das novas parcelas com calendário de pagamento.

Assim, o Governo Federal reavaliou todos os beneficiários aprovados para o Auxílio Emergencial, verificando se estão aptos a receber o benefício em 2021, de acordo com as novas regras.

Então, para quem recebe o Bolsa Família, continua valendo a regra do valor mais vantajoso. A pessoa receberá o benefício com maior valor, seja a parcela paga no âmbito do programa, seja o valor do Auxílio Emergencial.

Não tem direito

Entretanto, o que não mudou é as pessoas que não tem direito do auxílio emergencial 2021, como por exemplo:

  • Tem emprego formal no presente momento;
  • Recebe benefício do INSS, seguro-desemprego e outros benefícios, menos abono do PIS/Pasep ou Bolsa Família;
  • Tem renda familiar mensal per capita acima de meio salário mínimo;
  • É membro de família com renda mensal total maior que três salários mínimos;
  • Recebeu, em 2019, rendimentos tributáveis acima de R$ 28.559,70;
  • Tinha, em 31 de dezembro de 2019, posse ou propriedade de bens ou direitos com valor total superior a R$ 300 mil;
  • Recebeu, em 2019, rendimentos isentos, não tributáveis ou tributados exclusivamente na fonte, acima de R$ 40 mil;
  • Era dependente de quem declarou Imposto de Renda em 2019;
  • Está preso em regime fechado ou tem o CPF vinculado como gerador de auxílio-reclusão;
  • Teve o Auxílio Emergencial de 2020 cancelado;
  • Deixou de movimentar valores disponibilizados pelo Bolsa Família ou do Auxílio Emergencial;
  • É estagiário, residente médico ou residente multiprofissional, beneficiário de bolsa de estudo;
  • Mora fora do Brasil.

Como é realizada a seleção de pessoas para receber o auxilio em 2021

Aliás, a seleção das pessoas que receberão o Auxílio Emergencial 2021 é realizada pela Dataprev, e o resultado é validado pelo Ministério da Cidadania sem interferência de ninguém.

Valores e parcelas

Aliás, como funciona e qual o valor das novas parcelas do auxílio emergencial 2021? A princípio, o valor médio do benefício será de R$ 250, variando de R$ 150 a R$ 375, a depender do perfil do beneficiário e da composição de cada família.

  • As famílias, em geral, receberão R$ 250;
  • A família monoparental, chefiada por uma mulher, receberá R$ 375;
  • Pessoas que moram sozinhas receberão R$ 150.

Responsabilidade da Caixa Econômica Federal

Contudo, a responsabilidade da Caixa Econômica é para com a segurança de seus apps, como aquele que você baixa para gerenciar o recebimento do seu auxílio, o Caixa Tem, por exemplo.

Pagamento

Por meio da conta poupança digital da CAIXA, que pode ser movimentada pelo app CAIXA Tem o pagamento ficou ainda mais fácil.

Para o público do Bolsa Família, além de movimentar o benefício pelo app CAIXA Tem, também será possível sacar os recursos com o Cartão Bolsa Família ou Cartão Cidadão, nos caixas eletrônicos e casas lotéricas.

Calendários

Entretanto, outra coisa que mudou foi o calendário de pagamento do auxílio emergencial 2021 que começou a ser pago no dia 6 de abril para os brasileiros nascidos em janeiro e os outros beneficiários receberão conforme abaixo:

Calendários
Calendário para recebimento do Auxílio Emergencial em 2021 (Foto: Reprodução)

Auxílio Emergencial X Bolsa família

Se a quantia recebida no Bolsa Família for menor, você receberá o auxílio. Mas, o benefício do programa social será suspenso temporariamente, enquanto forem repassados os outros valores.

Contudo, você receberá os valores do Bolsa Família assim que forem pagas as quatro parcelas do auxílio emergencial, desde que sua situação ainda atenda aos critérios do programa.

Quem já estava recebendo o Auxílio Emergencial em 2020 precisa fazer um novo cadastro?

Não, pois o Auxílio Emergencial será concedido automaticamente a quem recebia o benefício em dezembro de 2020 e se enquadra nos critérios definidos pelo Governo Federal.

Para receber o Auxilio Emergencial preciso estar com o CPF regelar?

Primeiramente, o CPF do cidadão precisa estar regularizado. Entretanto, para os beneficiários do Bolsa Família não é obrigatório.

Como regularizar meu

A consulta para saber se o CPF está regular pode ser feita pelo site da Receita Federal. É preciso inserir apenas o número do CPF e a data de nascimento, clicar em “não sou um robô” e em seguida em ‘consultar’. A regularização feita no próprio site da Receita.

Como Baixar o aplicativo Caixa Tem

Para baixar o app é bem simples, pois está disponível nas versões de Android e iOS gratuitamente para todos os cidadãos.  

Atendimento Caixa

Veja a seguir os meios de contato disponíveis na Caixa, como por exemplo:

  • Atendimento CAIXA: 0800 104 0 104;
  • Atendimento CAIXA Cidadão: 0800 726 0207;
  • SAC: 0800 726 0101;
  • Ouvidoria: 0800 725 7474.

Conclusão

Enfim, o novo calendário e todas as mudanças desse auxílio trouxe algumas dores de cabeça, mas no fim vale a pena conhecer todos os detalhes sobre para se ajudar e ajudar o próximo também.

Entenda o que mudou no vídeo a seguir que o Serasa ofereceu:

Por fim, veja também: