Publicidade

in

Banco Central irá liberar o uso do WhatsApp Pay no Brasil

O Banco Central, como tudo indica, deve aprovar o WhatsApp Pay no Brasil, serviço esse que permitirá a realização de pagamentos por meio da rede social

Banco Central ira liberar o uso do WhatsApp Pay no Brasil
Banco Central ira liberar o uso do WhatsApp Pay no Brasil

O Banco Central, como tudo indica, deve aprovar o WhatsApp Pay no Brasil, serviço esse que permitirá a realização de pagamentos por meio da rede social de mensagens, que pertence ao Facebook, sendo que o WhatsApp Pay Bradesco, Itaú e Santander testaram em primeiro momento, mas não aprovaram até então.

Publicidade

Conforme as informações de Roberto Campos Neto, até então presidente do Banco Central, disse que o recurso “será aprovado” durante o período de participação no fórum Bloomberg Emerging + Frontier, que aconteceu ontem, dia 02 de setembro.

Publicidade

Publicidade

Entretanto, ainda mão se tem informações concretas para que possam estar aprovando ou não, tendo ainda como opção nesse meio tempo a oportunidade de solicitar Cartão de Crédito BB que pode Renegociar via WhatsApp.

Publicidade

Renegociar via WhatsApp
Renegociar via WhatsApp (Foto: Divulgação)

O presidente do Banco Central disse que, inicialmente, a autoridade considerou a proposta do Facebook para o WhatsApp Pay grande demais para ser acelerada, pois o Facebook estaria buscando a liberação da parceria com a MasterCard e a Cielo, mesmo enquanto o BC discute alternativas com outros participantes. Entretanto, na mesma maneira que aconteceu com o Serasa Limpa Nome é prorrogado até 8 de setembro por conta da grande procura, muitos clientes já estão em busca de inovações para que possam estar deixando as burocracias ainda mais de lado.

Publicidade

O fato é, com as inovações que o mercado financeiro vem proporcionando para todos os seus clientes juntamente com tecnologia e bancos digitais, é natural que empresas tentem encontrar novas maneiras de ajudar a população, ainda mais em meio a crise causada pela pandemia.

Conheça também:

Publicidade

Publicidade