Publicidade

in

FGTS libera empréstimo sem consulta ao SPC e Serasa

A Caixa Econômica Federal autorizou recentemente os trabalhadores a solicitarem um empréstimo da instituição sem consulta prévia à SPC ou ao Serasa.

Captura de Tela 2020 09 01 às 17.54.58
Captura de Tela 2020 09 01 às 17.54.58

A medida é a antecipação das próximas três parcelas do Fundo de Garantia do Empregado por Tempo de Serviço (FGTS).

Publicidade

A alternativa é feita por meio da modalidade de retirada de aniversário, que passou a vigorar a partir deste ano.

Publicidade

Publicidade

Porém, o pedido de empréstimo só pode acontecer até o último dia do mês de aniversário do trabalhador.

Publicidade

Na situação usual, o mesmo prazo se aplica ao saque anual de até 50% do valor do fundo presente na conta.

Publicidade

Por outro lado, a pessoa perde o direito à retirada integral em razão da rescisão do contrato sem justa causa por parte da empresa.

Equivalente ao adiantamento do valor liberado, o empréstimo que será liberado no mês de aniversário do cidadão. O dinheiro do FGTS é utilizado como garantia da operação.

Publicidade

Publicidade

O prazo para o trabalhador pagar a dívida com a Caixa Econômica equivale ao mesmo princípio de concessão de crédito, ou seja, três anos.

Vale ressaltar que o valor mínimo do empréstimo deve ser de R$ 2 mil.

Publicidade

Segundo o presidente da Caixa, Pedro Guimarães, o recurso será liberado por meio digital, sem que o trabalhador tenha que se deslocar a uma das agências do banco.

Publicidade

Ao que diz respeito às taxas de juros, o banco declarou tratar-se de um percentual bastante atrativo, 0,99% ao ano para os empréstimos concedidos a pessoas físicas.

Publicidade

Os procedimentos para realização do empréstimo são bem facilitados. Você somente precisa acessar o Internet Banking, simular, contratar e utilizar o recurso, segundo o Banco. O valor disponível para empréstimo é variado, tem o limite de no mínimo R$ 2 mil. O cidadão poderá antecipar até três anos do FGTS disponível para saldo.

Na ocasião, o presidente da Caixa Econômica ressaltou que os privilégios atribuídos a essa modalidade estão nas taxas de juros mínimas, que são bem mais baixas para as pessoas físicas, e ressalta a facilidade da aquisição do empréstimo.

Publicidade

Publicidade

 

 

Publicidade

 

Publicidade