Publicidade

in

Financiamento ou economia?

financiamento 01
financiamento 01

Todo mundo tem pretensão de ter algum bem não é mesmo?! O sonho de muitos brasileiros é ter a tão sonhada casa própria, de outros é ter um carro ou uma moto, enfim conquistar seus bens. No caso da casa própria sabemos que viver de aluguel é investir em algo sem retorno e também que dependendo de onde você viva um veículo pode fazer muita falta.Ainda que você só queira mesmo ter algo seu, não é pecado algum, quem trabalha tem direito de ter um pouco mais de comodidade. Agora, o que pode te deixar na dúvida é sobre como adquirir seu bem, o que é mais viável, financiar ou economizar para pagar à vista?

Publicidade
Financiamento
Financiamento

Vantagens do financiamento

A principal vantagem do financiamento é bem clara, adquirir um bem agora e ir pagando aos poucos depois, ele pode ser bem útil para quem tem dificuldades de economizar, afinal depois de ter as parcelas para pagar não tem jeito, não é verdade?

Publicidade

Publicidade

Outra vantagem do financiamento é que se você fosse economizar o valor da parcela do financiamento para adquirir uma casa por exemplo, provavelmente levaria um bom tempo, na verdade muitos anos, para ter o valor da casa, que você talvez necessite agora.

Publicidade

O financiamento é uma ótima opção para pessoas com rendas mais baixas, já que alguns, como é o caso dos financiamentos imobiliários, possuem juros mais baixos para pessoas de baixa renda e alguns possuem até uma espécie de subsídio do governo para esse público.

Publicidade

Caso você não tenha condições de economizar para pagar à vista, pense no financiamento como uma forma de um bom investimento, já que provavelmente, se você não tem uma casa própria está pagando um aluguel de uma casa, ou seja investindo em algo que não é seu, no valor da parcela de uma casa talvez, essa que seria sua.

Vantagens do pagamento à vista

Bem, temos que concordar que pra quem tem condições pagar à vista, essa opção é sempre uma vantagem. Já que pagando à vista você tem possibilidade de negociar e ganhar um grande desconto, opção que você nunca teria em um financiamento, na verdade bem ao contrário, você que fica submetido ás condições do banco.

Publicidade

Publicidade

Outra vantagem enorme do pagamento à vista em relação ao financiamento é a de não arrastar uma dívida por longos anos, alguns financiamentos embora tenham parcelas menores podem chegar a 35 anos, imagina você lá em sua terceira idade, no momento que mais precisa de dinheiro, com um salário de aposentadoria defasado e uma dívida dessas comprometendo ainda a sua renda.

Além disso muito provavelmente você ainda vai estar pagando as parcelas da sua casa e ela já estará precisando de uma reforma. Ou no caso de um veículo, estará pagando suas parcelas e ele já estará antigo, terá perdido o valor, estará te dando mais despesas e você não terá como trocá-lo provavelmente.

Publicidade

Os financiamentos ainda têm o grande porém de deixar o seu bem alienado até que você termine de pagar suas parcelas.

Publicidade

A grande vantagem de economizar para pagar à vista é que você estará ganhando dinheiro ao invés de desembolsar, isso porque você pode ir economizando e investindo seu rico dinheirinho para que ele trabalhe para você. Sendo assim estaria lucrando, enquanto que nos financiamentos estaria gastando não só com o valor do bem mas também com altas taxas de juros. É uma inversão de papéis, em um caso você é um cliente que está pagando os investidores e no outro é um investidor.

Publicidade

Qual a melhor opção?

Responder essa pergunta é algo muito relativo e pessoal, afinal a situação de um pode ser muito diferente da do outro, por exemplo:

Se uma pessoa mora com a família e tem o sonho de ter a casa própria, não paga aluguel, portanto tem como economizar e investir para futuramente ter o capital necessário para ter sua casa ótimo!

Publicidade

Publicidade

Porém se uma pessoa paga aluguel, um dinheiro totalmente sem retorno, e com o valor do aluguel ou pouquíssima coisa a mais, pelo menos no início, já que as parcelas dos financiamentos costumam cair com o tempo, faz um financiamento, com certeza vale a pena, já que pagando aluguel fica bem difícil economizar para comprar à vista.

Já em reformas, a não ser que seja emergencial, como no caso de um problema estrutural por exemplo, não vale a pena fazer um financiamento. Afinal você está na sua casa, não paga aluguel, por isso tem a possibilidade de economizar, além disso provavelmente quer fazer uma reforma mais estética e funcional em sua casa, nesse caso o melhor mesmo é esperar e ir investindo para talvez aí daqui uns 3 ou 4 anos então fazê-la.

Publicidade

Quer Reduzir a Dívida da Casa Própria? Trocar de Banco Pode Cortar Juros.

Como você já deve saber, a Taxa Selic sofreu uma queda nos últimos meses, mas o que é a Taxa Selic e o que eu tenho a ver com isso? Bom, a Selic é a taxa básica de juros da economia no Brasil, utilizada no mercado interbancário para financiamento de operações com duração diária, lastreadas em títulos públicos federais.Se ela sofre alteração, a economia sofre alteração em todas as áreas, desde a rentabilidade da poupança e dos investimentos, até nos juros dos financiamentos.

Publicidade

Mas peraí, se a Selic caiu, então os juros do meu financiamento caíram? Sim! Abaixo vamos te explicar como você pode fazer para pagar juros menores nas prestações do seu imóvel.

Publicidade

O Que A Selic Tem a Ver Com o Mercado Imobiliário e Financiamento ?

Os índices praticados por essa taxa de juros refletem diretamente na economia brasileira, sinalizando uma possível crise financeira no país.  Em 2016, por exemplo, no ápice da recessão brasileira, a Selic estava em 14,25% obrigando, em partes, os comerciantes a reduzirem os preços das mercadorias com o intuito de diminuir a inflação.

Atualmente, a Taxa está a 5,9%, e quando ela está baixa, tomar dinheiro emprestado fica mais barato pois os juros estão menores e o consumo no país é estimulado.

Publicidade

Publicidade

Já Estou Em Um Financiamento. Como Pago Juros Menores?

Com a queda da taxa básica de juros, os bancos diminuíram os juros cobrados no financiamento, então, vamos repetir, se você deseja comprar um imóvel, este pode ser um bom momento.

Mas o benefício vem também para quem já está em um financiamento, nesse caso, como o indivíduo iniciou o compromisso pagando juros maiores, pode solicitar a portabilidade do financiamento imobiliário, transferindo a dívida para outro banco e garantindo melhores condições de pagamento.

Publicidade

“O momento é ideal para fazer a portabilidade. Se você contratou um financiamento há quatro anos, por exemplo, em uma época em que a Selic estava alta, vale a pena pesquisar”, disse Marcelo Prata, fundador da plataforma de imóveis Resale.

Publicidade

Mas quais os passos para pedir a portabilidade?

Peça ao seu banco um documento com as informações sobre o financiamento: prazo restante de pagamento, valor das parcelas e a soma total que ainda falta ser paga (saldo contratual).

Publicidade

Nesse documento, procure o custo efetivo total (este valor já inclui outros custos do contrato, como taxas e seguros)

Com o documento em mãos, pesquise outros bancos e compare o custo efetivo do seu banco com o dos concorrentes

Publicidade

Publicidade

Se o custo do banco for 0,5% menor que o atual, vale a pena solicitar a portabilidade

Segundo cálculos de Alberto Ajzental, professor de economia e negócios imobiliários da FGV (Fundação Getúlio Vargas), “A economia com o novo contrato vai variar de acordo com o tamanho da dívida restante e o prazo de pagamento. Em um contrato com saldo restante de R$ 200 mil e 120 parcelas, por exemplo, uma queda de 0,5% representa economia de R$ 6.600″.

Publicidade

 

Publicidade