Publicidade

in

Fintech Firgun ajudando os pequenos empresários

Fintech Firgun ajudando os pequenos empresarios
Fintech Firgun ajudando os pequenos empresarios
Publicidade

Com o grande objetivo de estar auxiliando essas pessoas, a Fintech Firgun ajudando os pequenos empresários de uma maneira bem mais simplificada, fora de todo o sistema tradicional.

Através de uma pesquisa realizada pelo SEBRAE (Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas) aponta que 60% de todos os pequenos empresários acabaram tendo suas solicitações de empréstimo negadas, tendo como um dos principais motivos para isso acontecer, é a própria burocracia. Uma boa opção para essas pessoas que tenham tido sua solicitação negada, é tentar investir na Creditas Oferece Empréstimo Online Com as Menores Taxas Do Mercado.

Publicidade

Publicidade

fintechs
fintechs (Foto: Divulgação)

Outra alternativa muito utilizada para todos os pequenos negócios que seja fora do sistema tradicional, é exatamente na utilização de fintechs e startups dos setores financeiros. Isso significa que é possível estar acessando outros meios para que sua empresa não acabe sofrendo muitos problemas conforme o mercado financeiro passe por crises.

Publicidade

Podemos estar usando como exemplo, a empresária Alexandra Marques, que acabou conseguindo um empréstimo através de uma dessas fintechs. Registrada como MEI, acabou montando em sua residência seu próprio negocio, tendo de inicio um faturamento em torno dos R$ 4 mil reais, entretanto, acabou caindo muito por conta da crise que o país vem vivendo.

Publicidade

E por isso, começou a procurar novas oportunidades de créditos, como o cartão de crédito pré-pago do banco Itaú e Cartão de Crédito BMG para negativado, que também foi um dos auxiliares para estar se mantendo firme no mercado de trabalho.

Fintech Firgun ajudando microempresários com menores juros do mercado

Para que possa estar realmente mantendo o negocio ativo, Alexandra acabou tendo empréstimos e crédito de todas as maneiras em bancos tradicionais, mas infelizmente não tendo bons resultados. E através do uma Fintech criada por Fabio Takara que se chama Firgun, onde o microempreendedor consegue estar tendo acesso a grandes vantagens de maneira mais simples, tudo através da internet.

Publicidade

Publicidade

Com um prazo para pagamento de 20 meses e com carência de até quatro meses para estar realizando o pagamento da primeira parcela. A Fintech Firgun explica que os critérios de analise da empresa é bem diferente dos bancos tradicionais, não levando em consideração se a pessoa possui nome negativado, mas sim o perfil de empreendedor que possui, podendo perceber os hábitos de consumo do mesmo. E caso tenha problemas com o nome negativado, também é interessante estar tentando outras opções de crédito disponíveis no mercado, como por exemplo, o Cartão de crédito do Banco Pan para negativados no Serasa e SPC.

Aprovação da Câmara de concessão de crédito para microempreendedores

Foi aprovado pela Câmara dos Deputados, a analise de medidas que concedam uma linha de crédito especial para todas as pequenas e médias empresas, sendo previsto uma linha de crédito de R$ 34 bilhões para que possa estar sendo garantido o pagamento de salários em empresas com receita anual entre R$ 360 mil e R$ 50 milhões, durante a crise causada pela pandemia.

Publicidade

Como funciona a liberação do crédito através das Fintech Firgun?

Acabou sendo criado um Programa Emergencial de Suporte a Empregos, o qual o empregador que for beneficiado por esse programa, acaba ficando impedido de demitir os funcionários sem justa causa, entre o período da contratação do empréstimo e até 60 dias depois do recebimento da ultima parcela de crédito.

Publicidade

Programa Emergencial de Suporte a Empregos
Programa Emergencial de Suporte a Empregos (Foto: Divulgação)

Esse crédito funcionará da seguinte maneira: 85% do dinheiro será responsabilidade do Governo Federal através do Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico, e 15%  serão responsabilidade de bancos que atuarem no programa, podendo acontecer no prazo até 31 de outubro de 2020, em vez de 30 de junho, conforme havia previsto a MP enviada pelo Executivo.

Publicidade

Por isso vale muito a pena, caso você seja um microempreendedor, estar investindo suas ideias em Fintech ideias, que realmente irá te ajudar nesse momento de crise, e não te afundar ainda mais. Por isso é importante estar fazendo uma boa pesquisa e colocar todas as necessidades da empresa na ponta do lápis, vendo o que é preciso para se manter ativo ao meio do caos, da melhor maneira possível.

Conheça outros artigos com conteúdo semelhantes:

Publicidade

Publicidade